English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

sábado, 11 de dezembro de 2010

Berinjela ao Forno



Ingredientes:

 4 berinjelas cortadas em cubos
 2 pimentões vermelhos cortados em cubos
 2 pimentões verdes
 2 cebolas grandes
 1 dente de alho esmagado
 2 colheres (de sopa) de azeitonas pretas e verdes, picadas
 1 xícara (chá) de óleo
 1 xícara (chá) de azeite
 ½ xícara (chá) de vinagre tinto
 1 folha de louro
 sal e orégano a gosto
 cheiro-verde picado a gosto.

Modo de fazer:

                                    Refogue o alho e a cebola em um pouco de azeite. Coloque as berinjelas e os pimentões num pirex grande. Adicione o alho refogado com a cebola, as azeitonas, sal, pimenta, orégano e respingue com o vinagre e respingue com o vinagre. Junte a folha de louro e regue tudo com o óleo e o azeite. Misture tudo muito bem. Asse em forno quente a 200oC, mexendo algumas vezes. A berinjela estará pronta quando toda a água que se formar tiver evaporado (cerca de meia hora).


Fonte: Delicias Da Culinária Adventista

Feijoada Vegetariana



Ingredientes


 2 xc. de feijão preto
2 dentes de alhos amassados
½ cebola (picada)
2 xc. de cenoura (picada grande)
1 xc. de chuchu (picado grande)
2 xc. de beringela desidratada* (picada grande)
1 xc. de ervilha fresca
½ pimentão vermelho (picado grande)
2 xc. de carne de soja em pedaços grandes
1 xc. de cebolinha verde (picada)
3 colheres. de salsinha
4 folhas de louro
3 colheres. de sopa de azeite de oliva
sal marinho a gosto.


Modo de fazer:


                                                                            Lave bem o feijão esfregando-o entre as mãos em água corrente. Deixe-o de molho à noite ou no mínimo 2 horas. Depois jogue fora essa água, pois nela ficam substâncias que provocam gases no processo digestivo do feijão. Ponha para cozinhar em 1,5 litro de água em panela de pressão por aproximadamente 15 minutos ou até ficarem meio macios (pois será cozido ainda mais tempo em panela aberta), reserve.
                                                                           Em outra panela frite o alho no azeite até dourar e em seguida coloque a cebola e deixe refogar até amolecer, na seqüência acrescente a cenoura e o chuchu e continue refogando até ficarem um pouco macios, nesse ponto junte a berinjela, a ervilha e o pimentão, ponha um pouco de sal e continue refogando por mais 4 minutos. Agora junte este refogado ao feijão e coloque a carne de soja (preparada), a cebolinha, a salsinha, o louro e acerte o ponto do sal. Cozinhe (sem pressão) mais 20 minutos ou até o feijão ficar macio e o caldo engrossar.




Fonte: Delicias Da Culinária Adventista

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Bacalhoada Vegetariana


INGREDIENTES 

6 batatas médias
1 xícara de molho de tomate
1 vidro pequeno de leite de coco light
2 cebolas em rodelas finas
¼ de xícara de azeite de oliva
1 folha de louro quebrado
500 gramas de glúten ou bife vegetal
2 ovos cozidos em rodelas ou mussarela de búfala
½ pimentão vermelho em rodelas
½ pimentão amarelo em rodelas
Azeitonas pretas inteiras
Salsinha a gosto
Limão a gosto
3 dentes de alho
02 cols. sopa de óleo para refogar
Sal a gosto

MODO DE FAZER 

Corte o glúten em bifes. Tempere com limão, alho, sal. Passe na frigideira com pouco óleo, para refogar. Coloque em forma refratária a metade do glúten. Faça camadas de batatas, cebola, pimentão, azeitonas e ovo cozido. 
Misture o leite de coco com o molho de tomate e coloque sobre as camadas de carne, legumes e ovos ou mussarela de búfala. 
Regue com azeite de oliva. 
Leve ao forno aquecido, por cerca de 10 minutos. Salpicar salsinha. 
Se desejar, pode salpicar queijo ralado.

 
 

Pão Integral


Ingredientes 

- 1 tablete de fermento de pão 
- 1 colher (sopa) de mel 
- 1 1/2 xícara (chá) de leite desnatado 
- 1/4 xícara (chá) de óleo de canola 
- 1 colher (chá) de sal 
- 2 xícaras (chá) de farinha de trigo integral 
- 1/2 xícara (chá) de aveia em flocos 
- 2 xícaras (chá) de farinha de trigo

Modo de Preparo


                                                          Dissolva o fermento com o mel e o leite morno. Adicione o óleo, a farinha de trigo integral, a aveia e o sal, e vá colocando a farinha de trigo e mexendo até formaruma massa firme. Sove bem sobre uma superfície enfarinhada. Coloque em uma tigela untada, cubra e deixe crescer por cerca de 1 hora. Torne a sovar a massa e coloque em 2 formas de bolo inglês médias untadas ou faça 2 filões e coloque em uma assadeira. Deixe crescer mais 20 minutos e asse em forno médio baixo, pré-aquecido, por cerca de 40 minutos.
                                                         Deixe amornar e retire.

Salada de grão de bico



     Ingredientes

 - 2 copos de grão-de-bico cozido, sem o caldo
 - 1/2 pé de chicória crespa cortada
 - 1/2 copo de pimentão vermelho cortado
 - 3 colheres (sopa) de azeite de oliva
 - 1 colher (sopa) de suco de limão
 - 1 dente de alho socado
 - 1/4 colher (chá) de manjericão
 - 1/4 colher (chá) de orégano
 - sal 
- cheiro verde a gosto.

   Modo de fazer:

                               Coloque o grão-de-bico, a chicória e o pimentão em uma vasilha grande. Misture o azeite, o sal, o suco de limão, o alho, o manjericão e o orégano num copo. Coloque o molho sobre a salada e mexa suavemente.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Batido de Frutas – 2


INGREDIENTES:

1 xícara de leite de soja
1 colher de chá de extrato de baunilha
2 laranjas grandes descascadas e descaroçadas
1 banana grande descascada
5 cubos de gelo.

PREPARO:

Coloque tudo dentro do liquidificador e bater até ficar homogêneo. Servir de imediato.

FONTE:
www.centrovegetariano.org

Batido de Frutas – 1


INGREDIENTES (4 copos):
2 bananas
1 pêssego descascado e picado
6 morangos
4 xícaras de suco de laranja.

PREPARO:
Descasque a banana e o pêssego e lave bem os morangos. Corte tudo em pedaços. Esprema laranjas até obter 4 xícaras de suco.
Coloque tudo no liquidificador até ficar homogêneo e servir imediatamente.

FONTE:
www.centrovegetariano.org

Tabule


INGREDIENTES:
- 250 gr. de trigo para quibe
- 3 colheres de sopa de cebolinhas bem picadas
- 1 cebola grande bem picada
- Sal
- 1 xícara de salsa fresca bem picada
- 3 colheres de sopa de hortelã fresca bem picada
- 4 colheres de sopa de azeite de oliva
- 4 colheres de sopa de suco de limão
- Folhas de videira cozidas e frias, ou folhas cruas de alface, para guarnecer

MODO DE PREPARO:
- Deixe o trigo de molho em água durante 1/2 hora, após esse período, o trigo deverá aumentar de volume.
- Escorra-o, esprema-o e, se possível, espalhe-o numa pano limpo, para que seque bem.
- Misture bem o trigo com todos os demais ingredientes.
- Prove o tempero e acrescente mais suco de limão, se necessário.
- Sirva em pratos individuais forrados com folhas de videira ou alface ou numa travessa grande.
-Decore com azeitonas, quartos de tomate e ramos de salsa.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Uso de cotonetes não é recomendável para remover cera dos ouvidos


                               Para grande parte da população, limpar os ouvidos com cotonete faz parte da higiene diária, para outros já é um hábito. Mas o que muita gente não sabe é que esse simples ato pode gerar sérios problemas para a saúde dos ouvidos, quem faz o alerta é o otorrinolaringologista, Marcelo Alfredo, que ressalta a importância da cera para o ouvido.
                               Todo mundo tem cera no ouvido, que pode ser desde a cor amarelo clara até marrom escura. Ao limpar os ouvidos com cotonete o indivíduo pode causar uma lesão ao órgão, além de otites externas, infecções e lesões graves ou leves na membrana timpânica, como perfurar o tímpano, e em último caso pode até precisar de uma cirurgia para correção.

Cera tem função de proteger o ouvido e é expelida naturalmente

                              Ao limpar o ouvido o individuo tenta retirar a cera - cerume - do ouvido, que tem a principal função de proteger. A cera é produzida por glândulas existentes no canal auditivo mais externo, sendo produzida e expelida normalmente.
                             O cerume recobre a pele do canal e o protege da água, que pode conter microorganismos nocivos e reter poeira e partículas de areia, impedindo danos ao tímpano.
                             Segundo o especialista é impossível retirar toda a cera dos ouvidos com as hastes flexíveis, o que se consegue é empurrá-la em direção aos tímpanos. Os resquícios que saem na haste é a cera que já não tem mais utilidade para o organismo e são levadas até o orifício auditivo externo. "Ao limpar os ouvidos estimulamos as glândulas ceruminosas a produzirem mais cera, ou seja, quanto mais limpamos, mais cera nosso organismo produz" explica Alfredo.
                               O organismo tem um processo de autolimpeza, a cera que fica no canal externo do ouvido seca e vira um pó, que é eliminada pelo corpo.

Como retirar a cera?

                            A melhor maneira de retirar o excesso de cera sem prejudicar o ouvido é utilizar uma toalha e fazer a limpeza logo após o banho, limpando somente até onde o dedo alcança, assim a cera não será empurrada em direção aos tímpanos.
                           Mesmo que fosse possível retirar toda a cera do ouvido, sem empurrá-la para dentro, a saúde dos ouvidos seria colocada em risco, uma vez que ela é a responsável por garantir a proteção, evitando as infecções e problemas de audição.
                          O organismo de alguns indivíduos pode produzir cera em excesso ou os canais auditivos serem estreitos demais, nestes casos a cera pode tampar o tímpano causando dificuldade na audição. Nestes casos é necessário retirar a cera, porém o processo deve ser realizado por um especialista, que se utilizará de lavagem ou aspirações, com equipamentos que não agredirão os ouvidos. Antes da limpeza pode ser preciso usar uma solução em gotas própria para amolecer e soltar a cera.
"A importância de uma especialista fazer esta remoção é para evitar que haja perfuração no tímpano que pode acarretar em problemas de audição. É indicado que pacientes com esse tipo de problema consultem um médico antes de ir à praia ou piscina para exame e provável remoção da cera", alerta o especialista.
                             Quando um paciente está com cera em cima da membrana timpânica, na maioria das vezes é porque ela foi empurrada com hastes flexíveis, grampos ou palitos, para o fundo do canal, em uma tentativa frustrada de limpar o ouvido.
                             A cera seca pode causar alguns sintomas desconfortáveis e irritantes, como coceira nos ouvidos. Em algumas situações os sintomas podem ser causados por fungos ou ser uma dermatite - inflamação na pele do canal do ouvido.
                            A dermatite causada no ouvido é semelhante à caspa do couro cabeludo, só que a cera é seca, escamosa e abundante, pacientes com esse problema melhoram diminuindo a ingestão de alguns alimentos como gordura, açúcar, chocolate e amido. Para o alivio dos sintomas o médico receitará medicamento em gotas, para serem usadas sempre que for necessário. Alguns pacientes possuem coceira nos ouvidos constante, que podem ser causada por alergias que requerem tratamento médico específico.

                                                                                                  Fonte: Vya Estelar

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Limão


O LIMÃO É EFICAZ NO COMBATE AO EXCESSO DE PESO. Conheça as propriedades medicinais do limão segundo pesquisas feitas em livros e artigos escritos por médicos e estudiosos das diferentes medicinas.
O homem moderno com sua vida estressante e sedentária está extremamente intoxicado e padece com as doenças do século.
                        Para impedir a doença é necessário tornar o sangue alcalino, transformando os resíduos do metabolismo para serem expelidos mais facilmente.
                        Ao contrário do que pensam as pessoas o limão em seu estado natural tem como principio ativo o ácido cítrico, porém, quando entra em contato com o meio celular no interior do nosso corpo comporta-se como um neutralizante da acidez interna.
                        O limão provoca o acerto do PH do sangue deixando-o levemente alcalino beneficiando órgãos e sistemas, uma vez que a acidez do sangue destrói as células.
                         Por potencializar a capacidade metabólica dos órgãos excretores promove limpeza e desintoxicação de todo o corpo. É bactericida, fungicida e antibiótico. Pela desintoxicação do corpo via pele, reduz celulite e varizes ativando a circulação.
                         Mais algumas vantagens deste fruto maravilhoso: Combate o ácido úrico, aumenta a absorção de cálcio, magnésio e vitamina D, regula períodos menstruais, melhora o sistema imunológico, evita e pode combater o câncer. Cientistas especializados em psiconeuroimunologia sabem que estados psicológicos negativos atacam o sistema imunológico através de toxinas as quais o limão sabe como eliminar.
                         Adequadamente usado pode cicatrizar úlceras do estomago; é um controlador de diarréias e má digestão. Desintoxica o fígado e a vesícula. Trata e previne problemas no sistema cardiovascular porque é potente na desobstrução de vasos sangüíneos. Estimula rins e bexiga.
                         Finalmente o limão é muito eficaz no tratamento da perda de excesso de gordura corporal. As propriedades de tonificar o fígado e desintoxicar o sangue vão harmonizando o metabolismo de queima dos excessos de gordura corporal. Tem ação também sobre o controle da compulsão alimentar. É recomendado pela autora tomar meio limão em um copo de água pela manhã, em jejum, e 15 minutos antes das refeições para auxiliar nos regimes de emagrecimento.
                         Enfim, uma alimentação diária sadia incluindo o limão já é um regime ideal e previne doenças pelo fortalecimento das defesas naturais do organismo. É cientificamente provado que o limão é um alimento perfeito que consegue penetrar e curar todo o ser.

Laranja


                                      É o nome genérico dado a várias frutas que pertencem ao grupo dos citrus (dentro deste grupo estão também o limão, a lima, a cidra, o grapefruit, etc.). Quase todas as variedades de laranja têm forma arredondada, casca fibrosa e polpa suculenta.
No Brasil, as variedades mais cultivadas e conhecidas são: laranja-da-baia, laranja-pêra, laranja-da-terra, laranja-cavala, laranja-lima, laranja-seleta e laranja natal.
                                      Esta fruta é riquíssima em vitamina C, que tem como principais funções auxiliar o organismo na resistência às infecções, formação dos ossos e dentes, cicatrização das feridas e queimaduras, dá vitalidade às gengivas, evita hemorragias e conserva a mocidade, enfim, reforça as defesas do organismo contra todas as agressões.
                                      Contém também quantidades consideráveis de Cálcio, Fósforo e Ferro. O Cálcio atua na formação dos ossos e dentes, coagulação do sangue e construção muscular. O Fósforo ajuda também na formação dos ossos e dentes e na absorção da glicose (principalmente para nutrir o cérebro, evitando fadiga mental). O Ferro faz parte do sistema produtor de energia e leva às células o oxigênio que os pulmões respiram.
                                      A vitamina C, elemento nutritivo mais importante da laranja, se oxida e se perde com facilidade. Para que isso não aconteça, e se possa aproveitar melhor suas qualidades nutritivas, deve-se observar alguns cuidados como: consumí-la no ponto certo de maturação; só descasque se for consumí-la imediatamente; se for cortar, só use faca de lâmina de aço inoxidável (outros metais atuam sobre a vitamina).
                                      A laranja corrige a excessiva acidez do organismo; é estimulante do sistema circulatório, combatendo a inflamação das veias; e ativa o trabalho das glândulas segregadoras de suco gástrico, facilitando, desta maneira, a digestão e funções intestinais. Aos enfermos de gota e diabéticos, recomenda-se esta fruta, pois é rica em sais minerais e substâncias neutralizantes, influindo favoravelmente na eliminação do ácido úrico.
                                      Na hora de comprar laranja deve-se dar preferência às mais pesadas, pois são as que apresentam maior quantidade de suco. De uma forma geral ela deve ser firme, sem ceder à pressão dos dedos.
                                      A laranja conserva-se em geladeira de 1 a 2 semanas e o seu período de safra é de março a setembro e janeiro.
Combate a falta da vitamina C, estimulante do apetite, reguladora intestinal, laxante, diurética, combate o reumatismo, calmante, digestiva, antifebril, anti-hemorrágica, combate a nevralgia, restaura o fluxo menstrual, quando escasso ou ausente, combate a nefrite, depurativa, contra verminose, etc.
                                      Contém vitaminas A, B C, cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio, sódio. Aumenta a resistência e regula a função intestinal.
- Fonte de vitamina C;
- Boa fonte de folato, Beta caroteno, tiamina e potássio;
- Baixo valor calórico, 1 unidade = 60 calorias;
- Contem boa quantidade de pectina, fibra solúvel que ajuda a controlar os níveis de colesterol do sangue;
- A casca da laranja contém limolemo, um óleo que costuma desencadear alergias;
- O suco da laranja deve ser consumido imediatamente após o seu preparo, pois a vitamina C se oxida e se perde com muita facilidade;
- Safra: março a setembro e janeiro.

                                      A verdade é que tem muito mais que vitamina C. Aliada à textura sumarenta e doce, a cor evidencia a existência de betacaroteno, um excelente fornecedor de energia mas sem calorias!
Sabia que a laranja é um dos alimentos mais nutritivos e saudáveis que existe? Uma equipa de investigadores da Universidade de Yale, EUA, apresentou em Outubro de 2008 o ranking de classificação NuVal System (Overall Nutritional Quality Index, ou Índice Geral de Qualidade Nutricional, e revelou que a laranja tem uma qualidade nutricional de invejar. Tudo por causa das propriedades nutricionais, que a colocam na lista dos melhores alimentos a ingerir.
                                      É ao pequeno-almoço que as propriedades da laranja são melhor absorvidas pelo organismo, seja sob a forma natural ou bebível. E porquê? Porque esta fruta é riquíssima em nutrientes ativadores do metabolismo, logo, vale a pena incluí-la na primeira refeição do dia. Mas os lanches são também ótimos momentos para ingerir esta fruta. Ainda para mais, a laranja tem um baixo valor calórico (cem gramas de laranja fornecem aproximadamente 50 calorias), pelo que é recomendada nos planos de controlo de peso.

As vantagens de ser... laranja

                                     Todos sabemos que é um fornecedor por excelência de vitamina C (100 gramas de laranja fornecem aproximadamente 60 mg de vitamina C, a dose diária recomendada desta vitamina). Mas as boas notícias continuam, uma vez que este citrino alaranjado é rico em sais minerais (ácido fólico, potássio, cálcio, ferro, magnésio, fósforo e sódio), bem como fibras que o nosso organismo necessita enquanto fonte de energia e que conferem proteção imunitária. Já para não falar no betacaroteno, que confere à laranja um alto nível de proteção antioxidante. A ação da pectina, fibra solúvel (encontrada principalmente entre os gomos da fruta (nas membranas, parte branca) ajuda ainda a controlar os níveis de colesterol do sangue. Assim, além da vitamina C (que aumenta a proteção contra as infecções), existem outros benefícios a ter em conta:
  • O consumo regular diminui a acidez elevada do nosso organismo;
  • A ação da fibra solúvel pectina ajuda a controlar os níveis de colesterol do sangue;
  • Os sais minerais são excelentes para a eliminação do ácido úrico;
  • Rica em cálcio, ajuda a manter a estrutura óssea, melhorando a construção muscular e a coagulação do sangue;
  • Facilita a digestão e a função intestinal, uma vez que ativa a ação das glândulas que segregam o suco gástrico;
  • A ação do fósforo, na absorção da glicose, ajuda a manter o cérebro atento;
  • A vitamina C reduz os danos causados pela ação dos radicais livres, ajudando a conservar a juventude.
Mil e uma razões para ter a laranja mais vezes por perto.
                                     Por curiosidade, a laranjeira, tal como todas as plantas cítricas, é nativa da Ásia. De acordo com alguns pesquisadores, a laranja foi levada para o norte de África e de lá para o sul da Europa, onde teria chegado na Idade Média. Depois os portugueses aproveitaram as suas rotas comerciais para a introduzir noutros mercados. É por isso que as laranjas doces são denominadas "portuguesas" em vários países, especialmente nos Balcãs. Por exemplo, laranja em grego é portokali; em turco portakal; em romeno é portocala; e portogallo com diferentes grafias nos vários dialectos italianos. E hoje é um fruto cobiçado e apreciado em todo o mundo.

Kiwi

                         A China trouxe-nos muitas frutas deliciosas, entre elas a laranja, a tangerina e o kiwi que, embora originário da China, é muito cultivado na Nova Zelândia.

                          Kiwi é nome de um pássaro noturno, de asas pequenas, sem cauda, o que o impede de voar. Seu bico é comprido e curvo, as pernas são bem grossas, de cor cinza ou marrom.

                          Seu habitat são as altas montanhas onde as águias gostam de aninhar. Seus ovos são enormes e muito pesados. Nos Estados Unidos, conheci uma companhia aérea com o nome de kiwi, oriunda da Ásia.

                           Esta fruta com pelugem marrom, pele fina, polpa verde transparente, com muitas sementes pretas formando um círculo ao centro do núcleo branco, recebe o nome científico de Actinidia sinensis, e pertence à família Actinideaceae.

                           Há alguns anos, conheci o Kiwi num supermercado, onde a fruta estava sendo oferecida ao público para degustação. Confesso que seu aspecto e sabor mais azedo do que ácido me decepcionaram, num primeiro momento. Hoje, sou fã desta deliciosa fruta chinesa que aprendi a degustar in natura e na forma de sucos.

                           Ela chegou no Brasil na década de 70. É rica em vitamina C. Uma fruta média possui aproximadamente 238mg; o consumo diário recomendado pela OMS/ONU é de 60mg, recentemente modificado para 80 mg. Pode-se observar, então, que 1/3 desta fruta é suficiente para nos fornecer vitamina C, que não é acumulada em nosso organismo, precisando ser ingerida todos os dias.

                            Pesquisadores da Universidade do Texas, em Galveston, verificaram que o consumo diário de vitamina C pode reverter certos problemas de fertilidade masculina. Ela protege a aglutinina do esperma, uma substância do sêmen responsável por evitar que as células de defesa e também que os radicais livres ataquem os espermatozóides. Se não houver a ingestão desta vitamina, eles serão atacados, ficando agrupados e perderão a mobilidade, tornando-se inférteis.

                            Um grupo de homens na faixa etária de 20 a 35 anos, com problemas de fecundação, tomou durante 24 meses, doses diárias de vitamina C. Nos primeiros meses, houve uma sensível melhora entre os grupos.

                            Segundo o Prof. Lari Dawson, Doutor em Nutrição, a vitamina C só não funcionaria nos casos de anormalidade na própria estrutura dos espermatozóides ou na incidência de infecções nos genitais. O kiwi supre perfeitamente a necessidade desta vitamina, que pode ainda ajudar a evitar o infarto, o derrame e mesmo a proteger contra certas espécies de câncer como o da próstata e o de mama.

                           A vitamina A. também presente em sua composição, ajuda os tecidos celulares e a visão. As vitaminas do complexo E, têm ação contra o stress, melhorando o estado físico e mental.

                           Seus minerais: cálcio, que combate a perda de massa óssea e fortalece os ossos; magnésio, necessário para todos os principais processos biológicos, inclusive o metabolismo da glicose, a produção de energia celular e a síntese de DNA, além de ser útil no tratamento da próstata; potássio, que protege contra derrame cerebral, evita a hipertensão e muito útil também no tratamento de prisão de ventre; fósforo, indicado para melhorar o raciocínio e a contração dos músculos cardíacos; ferro, que age na produção da hemoglobina e na oxigenação das hemácias.

                            É bom lembrar que a vitamina C aumenta a absorção de ferro em até 30%. As fibras presentes ajudam a eliminar as toxinas do organismo e ajudam no trânsito intestinal, evitando e combatendo a prisão de ventre.

                            Com estas informações, você poderá ter mais simpatia por esta nutritiva fruta asiática, podendo utilizá-la nas saladas de frutas, nos sucos, batendo-a no liquidificador com outras frutas, in natura ou em calda. É importante ainda saber: Cada 100g de Kiwi contém 53 calorias.

                                                                        Lelington Lobo Franco


sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Crianças hiperativas: como são e como agir com elas


                    Antes de qualquer comentário, é preciso definir o que é, de fato, hiperatividade, pois esse termo tem sido amplamente confundido com atividade pura e simples ou até com indisciplina:
                      É comum a qualquer criança ser ativa, às vezes, até em excesso. E isso é normal. Da mesma forma, é comum, principalmente na escola, crianças desinteressadas pela aula tornarem-se bagunceiras, o que caracteriza a indisciplina. Antes de classificar tudo isso como "hiperatividade", é preciso entender que a hiperatividade é caracterizada pela atividade ininterrupta, ou seja, o indivíduo está ativo vinte e quatro horas por dia, até mesmo dormindo (com sono agitado) e sua atividade chega à exaustão. E, apesar de exausto, ainda continua com a necessidade de estar em atividade, mesmo que o corpo já não agüente, a mente, continua em ação.
                A hiperatividade em si não é uma doença e', geralmente, um sintoma de algum distúrbio como TDAH, alguns tipos de DDA, TOC e outros distúrbios de aprendizagem ou comportamento. Sendo assim, temos vários ângulos a analisar: Quando uma criança é muito ativa, está sempre agitada, parecendo nunca cansar-se, deve-se verificar como ela dorme. Se tiver sono agitado, com ou sem pesadelos, dormir na cabeceira e acordar nos pés da cama, cair da cama ou ainda se tiver tiques, convulsões ou outro sintoma parecido, deverá ser encaminhada a um profissional (Pediatra, Terapeuta, Psiquiatra) apto a identificar seu distúrbio, trata-lo ou encaminhar a criança a um tratamento. Se o sono da criança for tranquilo, pode-se dizer que é uma criança aparentemente normal, então, tudo o que se deve fazer, é deixa-la a vontade para "gastar" toda a sua energia durante o dia e poder dormir e descansar tranqüila a noite.

                     Se essa criança estiver em idade escolar, deverá freqüentar uma escola que tenha bastante espaço para brincadeiras e também uma boa brinquedoteca. Se a criança ainda não estiver na escola, caberá aos pais leva-la a um parque público ou play ground do próprio prédio (quem mora em condomínios) e também comandarem brincadeiras instrutivas como teatro de fantoches por exemplo. É possível confeccionar bonecos simples junto com a criança e depois usa-los na encenação Isso a manterá ocupada por um bom tempo e será uma atividade educativa. Além disso, muitas outras atividades podem ser usadas, com boa vontade e paciência, os pais poderão criar muitas formas de entreter o filho.

                   No caso da indisciplina em crianças pequenas deve-se rever a educação dada, visto que a indisciplina e a má educação andam juntas. Se a indisciplina é na escola, deve-se analisar a quantidade de alunos indisciplinados. Se a classe toda tem bom comportamento e somente alguns alunos desobedecem, deve-se verificar o que ocorre com eles, poderá ser desde má educação até algum distúrbio. Na dúvida, deve-se encaminha-los a um Psicopedagogo, pois, nesse caso, é o profissional ideal para atende-los, verificar se têm distúrbios e/ou encaminha-los a outros profissionais para tratamento. Se a classe toda ou a grande maioria age de forma indisciplinada é bem provável que a aula esteja desinteressante, vazia ou tenha qualquer característica que esteja dispersando os alunos. Neste caso, a solução será tornar a aula mais atrativa. O professor, com interesse e criatividade, certamente, encontrará muitas maneiras para tornar sua aula dinâmica e interessante.
             Finalmente, no caso de uma hiperatividade exagerada, sem convulsões nem complicações noturnas, se for impossível controlar a criança, esta deverá ser encaminhada a um Multiterapeuta, que terá condições de identificar o distúrbio apresentado, trata-lo ou indicar outro profissional apto a isso. Crianças que apresentam convulsões, tiques ou outros sintomas parecidos deverão ser levadas a um Psiquiatra ou Neurologista. Na ausência desses profissionais, um Pediatra poderá ajudar.
                                                            Lou de Olivier
<

/span>

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Saiba como prevenir a obesidade infantil



                               Esteja alerta ao peso do bebê ou da criança. O excesso pode causar problemas de saúde. "Um adolescente obeso terá entre 70% e 80% de probabilidade de ser um adulto gordo", alerta o pediatra Nataniel Viuniski. Confira as dicas para equilibrar a alimentação do seu filho e garantir um futuro saudável.

                             Foi-se o tempo em que crianças fofinhas e rechonchudas eram sinônimo de saúde. Cada vez mais preocupados com o excesso de peso e obesidade entre os baixinhos, os especialistas afirmam que os mimos e elogios de hoje podem se tornar a preocupação de amanhã.
                          Pior ainda se os quilos teimam em permanecer na idade adulta. Para o pediatra e nutrólogo Nataniel Viuniski, de Caxias do Sul (RS), especialista em Obesidade Infantil e membro da Abeso (Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade), uma criança gorda de dois anos tem o dobro de chances de crescer com o problema. “Com o passar dos anos, as possibilidades só tendem a aumentar. Um adolescente obeso, por exemplo, terá entre 70% e 80% de probabilidade de ser um adulto gordo. Por essa razão, quanto antes o mal for atacado, melhor”, enfatiza Nataniel.
Onze dicas que previnem esse mal:
1- Estenda ao máximo o período de aleitamento materno. Isso reduz o risco de obesidade por vários anos.
2- Ensine a criança a comer frutas, verduras e legumes. Mas dê o exemplo. De nada adianta tentar incutir neles o gosto por hotaliças, se ao pais não cultivam o hábito de come-las com prazer. “Eles devem servir de modelo”, orienta Léa Diamant.
3- Acostume os pequenos a fazer todas as refeições à mesa e nas horas certas e mantenha essa rotina.
4- Evite estocar guloseimas e refrigerantes em casa. A garotada não sabe resistir às tentações.
5- Não ofereça doces como prêmio por bom comportamento. Mas aceite negociações. “Se ela quer comer uma sobremesa calórica, diga que se comer a salada e os legumes durante a semana, vai ganhar uma fatia do pudim após o almoço de domingo”, sugere Léa.
6- Durante as refeições, não force a criança a comer. Se ela parou, parou.
7- Não mande salgadinhos industrializados, refrigerantes ou chocolates na lancheira. Opte por alimentos saudáveis: uma fruta e um pote de iogurte ou um sanduíche com um suco.
8- Invente programas que envolvam atividade física, de preferência ao ar livre. “Os pais devem estimular os filhos a jogar bola, brincar de esconde-esconde no prédio ou no quintal de casa. Na medida do possível, leva-los para caminhadas perto de casa ou a parques públicos, andar de bicicleta juntos”, lembra Nataniel Viuniski. “Só o fato de levar e buscar a criança a pé na escola, já auxilia na queima de gordura”, diz o médico.
9- Evite o mau exemplo. Nunca tome um refrigerante de 2 litros e proíba a bebida para a criança. Não esqueça que esse é um problema de família e não do seu filho. A mudança de hábitos alimentares deve servir para todos.
10- Não restrinja um tipo de alimento, mas sim a quantidade dele. Ou seja: não diga que ela nunca mais vai poder comer biscoito recheado. Vez ou outra, ofereça-lhe um ou dois biscoitos, informando-a que, como faz mal, é melhor não exagerar”, indica Silvana Martani.
11- Não espere a criança se tornar obesa, para procurar o médico. A qualquer sinal de sobrepeso, busque o pediatra para fazer uma investigação sobre sua saúde.


A obesidade e seus males


                       Quantas pessoas você já contou na rua acima do peso? Muitas não é mesmo? Pois bem, considerada uma doença por diversas entidades de saúde, a obesidade está presente em todas as partes do mundo e não para de crescer. O excesso de peso é a grande característica da obesidade que pode ter suas origens através da má-alimentação ou de um problema genético. Mas quando sabemos que uma pessoa é realmente obesa? Quantas pessoas estão acima peso no mundo? Como fazer para controlar e acabar com a obesidade? Todas essas perguntas serão respondidas abaixo.

                        Para saber se uma pessoa está acima ou abaixo do peso usa-se o método de IMC (Índice de Massa Corporal). Esse estudo é simples. Ele é calculado dividindo o peso do indivíduo em quilos pelo quadrado de sua altura em metros. Ousimplesmente: kg/m². Se o cálculo do IMC for menor do que 18.5, o individuo está abaixo do peso. Se o resultado for entre 18.6 e 24.9 o peso está normal. Entre 25 e 29.9, a pessoa está acima do peso. Entre 30 e 39.9 é constatada a obesidade. Já acima de 40 é a obesidade mórbida, que pode levar uma pessoa à morte.

                       Segundo um estudo recente da OMS (Organização Mundial de Saúde), mais de 300 milhões de pessoas são obesas ou estão acima do peso ideal. Um número assustador, pois equivale a quase duas vezes a população do Brasil. O local que mais concentra obesos no globo é Nauru, uma pequena ilha localizada no Oceano Pacífico, com cerca de 80% de seus habitantes acima do peso. Outros países que sofrem ultimamente com a obesidade são os Estados Unidos e o Brasil.

                     Não é novidade os americanos terem um grande número de obesos, afinal de conta eles são os pais do “fast food”, onde se encaixam as lanchonetes McDonalds e Burger King. Os americanos se alimentam muito mal e a maioria é sedentária e não gosta de fazer atividades físicas, colaborando para o desenvolvimento da obesidade. Já os brasileiros também não têm uma alimentação 100% correta, mas é melhor do que os americanos. Mesmo com um cardápio mais variado em relação aos americanos, 10% da população nacional é obesa.

                Uma pessoa obesa sofre diversos problemas sociais e de saúde. Muitas vezes os obesos são vítimas de preconceito e de piadas ofensivas, que podem acarretar em problemas emocionais, como a depressão, por exemplo. Na parte física, além da gordura em excesso, a obesidade pode causar diabetes, apnéia durante o sono, câncer, hepatite, osteoporose, doenças cardiovasculares e diversos problemas cardíacos. Para combater a obesidade é importante fazer uma alimentação balanceada, iniciando uma dieta de redução calórica e sempre fazer uma atividade física e praticar algum tipo de esporte. Isso deixará a mente e o corpo sadios.
                                                                                         - por Guilherme Freitas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...